2 de outubro de 2014

Transformando Suor em Ouro - Resenha

Olá leitores, como estão?

Já comentei com vocês que sou apaixonada por livros que retraram casos de sucesso, empreendedorismo, etc., pois eles tem algo que me motivam muito tanto no meu lado profissional quanto pessoal!

Pois bem, no começo deste semestre, o meu professor de Marketing nos indicou o livro do Bernardinho, "Transformando Suor em Ouro", para lermos e, posteriormente, realizarmos uma prova. Como já tinha ouvido falar no livro e tinha vontade de lê-lo (só não tive a oportunidade antes), acabei comprando rapidinho e comecei a leitura super empolgada. Quer saber o que achei deste título? Confira a resenha!







Título: Transformando Suor em Ouro


Autor: Bernardinho

Editora: Sextante

Número de Páginas: 212

ISBN: 8575422421

Onde encontro? aqui, por R$19,90  
              





Quando peguei o livro para ler, logo pensei que, por ser uma autobiografia, haveria muito narcisismo e coisas do tipo que quase todos os livros do gênero tem. Mas, fui surpreendida com uma narrativa de Bernardinho muito diferente do que eu pensei: ele passsa o livro inteiro narrando o seu trabalho como técnico de vôlei, em diversos times que já liderou, e dando vários exemplos de motivação, trabalho em equipe, lições de valores, ética, entre outros.

Foram muitas as passagens do livro que me fizeram refletir (e como!). Bernardinho é um exemplo de liderança em todos os aspectos e, o mais incrível de tudo, é que consegue transmitir os seus ensinamentos para diversas áreas, tanto no esporte quanto no mundo corporativo. Não é à toa que o cara é sempre chamado para dar palestras sobre liderança e motivação de equipes em grandes empresas e já recebeu até mesmo propostas de empregos maravilhosas para trabalhar nas mesmas, mas após ter recusado várias delas, é notável que a sua verdadeira paixão é trabalhar com o vôlei e dinheiro nenhum no mundo paga isso: a felicidade.

TRABALHO + TALENTO = SUCESSO

Em uma passagem do livro, ele comenta sobre criar zonas de "desconforto" para o time em que está liderando. O fato é que quando as pessoas estão no topo, ganhando partidas, o ego também sobe, e elas acreditam que não é preciso dar o máximo nos próximos jogos, pois já alcançaram o máximo. Mas, segundo o técnico, não existe o máximo e sempre tem o que melhorar, por isso ele cria zonas de desconforto, para os jogadores não entrarem em uma zona de conforto e acabarem se perdendo no meio do caminho. Não é genial? Além disso, ele prioriza o trabalho em equipe, dizendo que um jogador que se destaca não consegue ser tudo aquilo sem a ajuda do grupo, então um depende do outro para brilhar.

 
"Lembre-se de que cada dia que você deixa de treinar,
ou de se dedicar ao treinamento significa um dia mais
distante da realização de seus sonhos."



Deixo aqui uma das citações de Bernardinho que eu mais gostei e me identifiquei:


“Superação é ter a humildade de aprender com o passado,
ser inconformado com o presente e desafiar o futuro.”


É um livro que todos nós deveríamos ler pelo menos uma vez na vida, pois todos nós precisamos de motivação para seguir em frente, seja lá em relação com a nossa carreira ou no lado pessoal mesmo. Fiquei super feliz de ter a oportunidade de ler uma obra dessas e quando acabei de ler, o primeiro pensamento que veio em minha mente foi "e não é que o cara é f*da mesmo?!" rs.

Espero que vocês sigam o meu conselho, pois não vão se arrepender!

 
Beijos,
Caroline.
 


17 comentários :

  1. Não sabia deste livro, acompanhei ele na época da seleção, quando era jogador. Acho bacana o gênero, principalmente se não rola narcisismo, auto promoção...

    Bjos,

    Mony
    Um blog sobre esmaltes

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro também. Porém não gosto muito de livros desse gênero :X Mas é bem interessante pra quem gosta ><

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, não tinha ouvido falar desse livro. pois não curto muito esse tipo de leitura. Mas parece que esse cara é realmente inteligente e seu livro parece ser bom, quem sabe eu leia.
    Beijos - lendocomabianca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol!
    Eu não costumo ler biografias e um dos motivos é esse que você citou. Porém, essa é uma biografia bem diferente, por isso fiquei interessada!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Nossa Carol,
    eu não daria nada pra esse livro!
    É um tapa na cara da motivação, de fato!
    Mandou super bem na prova né?
    EU nao te vi na bienal mas também, ESTAVA MEGA ULTRA POWER LOTADO
    eu nao consegui entrar nem na intrinseca nem na galera record mas consegui comprar bastante kkk
    KKK eu fui de van pra carregar tudo aquilo e minha mãe ajudou kkk MUITO DIVERTIDO
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  6. oie
    Eu amo livros de superação, ainda mais autobiografias.
    Engraçado que eu tenho esse livro aqui em casa (nem sei quem comprou rs porque eu não fui), e nunca o li.
    Mas estou precisando de histórias assim, que me motivem para conquistar o meu objetivo, porque não tá fácil rs
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho esse livro há tempos, mas nunca tive muita vontade de lê-lo. Sua resenha me despertou a curiosidade. Acho que darei uma oportunidade ao livro.


    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Não tinha conhecimento desse livro, ele parece ser interessante, mas não gosto desse gênero literário.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  9. Oi, Caroline!
    O Bernardinho é um profissional super respeitado, sem dúvidas. Nunca li nenhum livro que tratasse mais sobre empreendedorismo, mas me parece mais interessante pegar esse tema sendo tratado por alguém carismático e com uma carreira consolidada de sucesso como a dele.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Concordo inteiramente quanto ao treinamento. No meu caso, não tenho que treinar, mas estudar MUITO. Acho que não leria o livro, mas achei bem interessante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Carol!
    Que dica boa <3 Não conhecia o livro, mas como apaixonada por vôlei irei procurar, claro.

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Já tinha visto esse livro por aí, mas eu não gosto muito desse gênero, sei lá. Não leria agora, pelo menos, mas quem sabe mais pra frente, sei lá. Adorei a resenha, que bom que gostou bastante do livro.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. P.S.: Somos parecidas com livros? QUE DIVERTIDO!!!
    uma bookaholic no mesmo estilo literário? rsrs
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  14. Biografias/autobiografias são um dos poucos livros que me chamam a atenção, mas não me dão vontade de ler. Até queria, mas dificilmente rola.

    ResponderExcluir
  15. Curto Biografias e tals, mas não é todas que me chamam atenção, esse livro por exemplo, mesmo parecendo ser muito bom eu não curti, não leria
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Não costumo gostar desse tipo de livro, mas pelo jeito que você falou me pareceu bom.♥

    PiinkCookie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Críticas são importantes, até mesmo as negativas! Então, não deixe de criticar por aí!